29. Março 2019

Quais são os principais KPIs da logística?

Quais são os principais KPIs da logística?

Quando bem gerenciado, o setor logístico é capaz de proporcionar diversas vantagens competitivas à empresa, garantindo que os produtos sejam entregues dentro do prazo, de acordo com as especificações do pedido e da forma mais econômica possível. Para manter um ritmo constante de otimizações nas operações logísticas, ferramentas de KPI são imprescindíveis.

Sigla para Key Performance Indicator, o KPI pode ser traduzido como “indicador-chave de performance”. Com essa informação, o gestor pode realizar uma análise das atividades executadas e consegue acompanhar seu desempenho, apontando o nível de qualidade e ajustando a estratégica adotada, caso necessário.

Para serem mensurados, os indicadores precisam ser quantificáveis, ou seja, é preciso que haja um valor numérico que descreva a performance. Na logística, eles acompanham tarefas como o fluxo de trabalho, o nível de estocagem, devoluções, descartes, entre outros.

             Pra que servem os KPIs

Quais são os principais KPIs da logística - Portal IC

Os indicadores-chave de performance são utilizados para avaliar, com valores claros, objetivos e de fácil análise, se a empresa está no caminho correto para atingir suas metas e, caso não esteja, funcionam como um alerta para a criação de novas estratégias e operações que forneçam resultados mais positivos.

Para isso, é importante envolver os colaboradores, informando detalhes a respeito da estratégia adotada, apresentando a evolução das métricas avaliadas e deixando claro o objetivo a ser conquistado, permitindo que contribuam com ideias para melhorar o desempenho em suas atividades.

Um erro cometido com frequência é a verificação dos KPIs apenas no final do mês ou quando se percebe a ocorrência de algum problema, dificultando o reparo da situação. Sendo assim, é recomendado que os dados sejam disponibilizados diariamente e até em tempo real, proporcionando mais agilidade em tomadas de decisão preventivas.

Da mesma maneira que cada organização tem sua própria estratégia, baseada nas características do produto, do cliente e do mercado, os KPIs também podem variar. Ainda assim, selecionamos alguns dos indicadores mais utilizados no setor logístico. Confira.

On time in full (OTIF)

Entre os indicadores mais comuns no acompanhamento logístico está o OTIF, métrica relacionada aos prazos e ao status dos pedidos, ou seja, ao desempenho do processo de entrega. Sua relevância se deve à direta ligação com a satisfação do cliente, já que faz uma análise do ponto de vista do consumidor.

Para realizar o cálculo, leva-se em consideração a percentagem de pedidos concluídos no prazo previsto, entregues sem falhas e com as especificações do cliente atendidas, compreendendo o nível de eficácia no atendimento e em processos operacionais como o picking e o packing.

Giro de estoque

Este é o KPI responsável pelo controle das vezes em que o estoque foi reposto durante um determinado período de tempo, identificando seu nível médio, ou seja, o tempo que a organização consegue operar com cada reabastecimento.

Assim, é possível ter uma ideia da aceitação dos itens pelo público, além de identificar possíveis falhas em seu gerenciamento, já que é feita uma conferência entre o sistema de controle e a situação real.

Order Cycle Time (OCT)

Também conhecido como nível de serviço de entregas, o OCT é um KPI muito utilizado em e-commerces, pois é uma média do tempo que leva desde o recebimento do pedido até sua efetiva entrega. Sua medição pode ser diária, mensal ou semanal, variando de acordo com as necessidades do cliente e o tipo de produto.

Tempo de espera

Este indicador pode mensurar diversos fatores na logística, como recebimento de dados, resposta a solicitações de clientes, solução de problemas e percepção de mudanças.

Por mais simples que possa parecer, o tempo de espera é um KPI extremamente relevante, pois mede a interação da organização entre si e o impacto que isso causa nos seus resultados, podendo fornecer preciosos insights para aperfeiçoamentos.

Tempo médio de carga e descarga

Os processos de carregamento e descarga podem ser responsáveis por custos desnecessários com estadias de veículos. Logo, calcular seu tempo médio permite compreender a eficiência da operação no armazém ou galpão industrial e logístico, otimizando os recursos.  

Leia também: Dicas para a gestão da cadeia de suprimentos

Referência nacional, o Portal IC  atua na locação de galpões em condomínios industriais, logísticos e corporativos de alto padrão. Atualmente, conta com 5 empreendimentos disponíveis e mais 3 em expansão, todos localizados em regiões de fácil acesso aos principais portos e rodovias do Brasil e com infraestrutura de ponta. Acesse nosso site: http://www.portalic.com.br/ e conheça mais!

Deixar um comentário